segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

SOS Religar | Conviver com o semiárido não é Fantástico




Amigos de Caminhada, boa tarde.

No Encontro N/NE, conversei com Fernando Lima, que é supervisor do Caminho da Graça na Bahia, e diretor regional do SOS Religar no Nordeste que me esclareceu sobre os andamentos e as participações dos projetos aqui no Nordeste.

Uma das coisas que me chamaram a atenção foi que quando chegaram lá, entendendo como funcionava a comunidade, se depararam com um surto de diarréia em toda a região, do qual desconfiaram imediatamente da qualidade da água que era entregue pelo carro-pipa do exército. Naquele momento, foram enviadas toneladas de água mineral e leite desde Santos/SP.

Me percebi desinformado e muito distante de conhecer a real situação do SOS Religar com o sertanejo. O enfrentamento à seca tem na verdade o caráter de ensinar o sertanejo a conviver com o semiárido. Daí, num primeiro momento, eles chegaram lá no sertão do Pajeú e encontraram água numa profundidade muito rasa (cerca de 15m de perfuração), doce, e Fernando me falou como quem tivera recebido um milagre.

Ontem, o a Globo exibiu uma matéria flagrando os motivos pelo qual estava acontecendo o tal surto. Coisa que o SOS Religar já sabia, e combate desde que chegou. Veja o relato do Fernando abaixo:  





Manos, espero que no coração de vocês haja um desejo de colocar a nossa Estação nesta rota de solidariedade. Se não houver, que você não despreze informações como esta que facilitarão o entendimento que não estamos envolvidos nem com assistencialismo, muito menos com proselitismo.
Em breve organizaremos uma forma de participarmos mais ativamente deste processo de ajuda aos nossos irmãos sertanejos.

Claudinha Sales já está organizando a venda de camisetas que custam R$ 20,00 cujo o dinheiro será repassado para o SOS Religar/NE. Quem quiser, procure-a para que ela encomende a confecção desse material.
E se você realmente quiser minha ajuda pra saber como fazer para se envolver nisto, me ligue e conversaremos sobre como cada um pode fazer algo.


Abraços.


André Luiz
[79] 3248-4448 • 8109.7378 • 9122-4554
Postar um comentário