segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Vem comigo. No twitter eu te explico.

Eu não costumo a ser uma pessoa ligada no mundo da tecnologia. Apesar de trabalhar com ela diretamente, como quebra-galhoware, apenas sigo a onda que vem passando.

Ultimamente é o twitter. Já foi blog, orkut, msn, grupos de mensagens etc, pois a internet, cada vez mais acessível aos brasileiros, vem se tornando a grande mídia de massa, substituindo a confiança dada à outros veículos.

As notícias pré-fabricadas da TV, o sensacionalismo do rádio, e o conteúdo pragmático das mídias impressas fazem com que cada vez mais os leitores se distanciem de algo do qual é imposto como verdade, ao invés de propor a livre discussão.

Então, quando houve o grande "buuumm" da internet no Brasil e no mundo, houve uma preocupação muito grande dos veículos de comunicação. A princípio o medo era de perderem audiência. Começaram as ações protecionistas da comercialização de informações. Restrição de conteúdo. Direitos autorais. E quanto mais se restringiu, mas o meio conseguiu uma forma de viver livre.

O twitter, como qualquer outra coisa nesta terra, vai perder a sua validade. Daqui a pouco chegará outra moda. Por enquanto ele é a febre. Mas até que seja inventado algo novo, que possa ser vendido para a google, e ai, a roda mais uma vez vai girar até aparecer o grande consumidor de tudo da internet: o homem? não... acompanhe por aqui, e pelo @caminhoaracaju a evolução do livre pensamento sobre as coisas que experimentamos no nosso dia-a-dia.

Toda quinta, um novo post para nós refletirmos durante a trajetória até chegarmos ao alvo.


Postar um comentário